Todas as notícias

Santa Casa recebe certificado que confirma sério trabalho realizado

Da Redação

Publicado em 17 de ABRIL de 2017 às 12h23


Sandra de Souza recebendo o certificado durante um evento na GRS

A Santa Casa de Misericórdia de Barbacena recebeu da Secretaria Estadual de Saúde um certificado por informar mensalmente, durante todo o ano de 2016, à Comissão Estadual de Controle de Infecções de Minas Gerais - CECIH, as Infecções Realizadas à Assistência à Saúde - IRAS e os marcadores de Resistências Microbianas - RM. O certificado confirma o sério trabalho que a Santa Casa vem desenvolvendo em busca de oferecer a cada dia um atendimento mais seguro e de qualidade. O certificado foi entregue para a funcionária Sandra de Souza Matheus responsável pelo Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da Santa Casa, durante uma oficina que aconteceu na Gerência Regional de Saúde de Barbacena - GRS, no dia 10 de abril.  Apenas dois hospitais de Barbacena receberam o certificado.

A oficina realizada na GRS reuniu representantes de hospitais das cidades da Macrorregião Centro Sul. O tema principal do debate foi a implantação de Núcleos de Segurança do Paciente - NSP em todos os hospitais. A iniciativa é da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais que está trabalhando para consolidar Minas Gerais como o Estado que conta com maior número de NSP já instalados e que são responsáveis por notificar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa a ocorrência de incidentes relacionados a assistência à saúde. Os trabalhos foram ministrados pela Diretoria de Serviços de Saúde da SES-MG, Nádia Aparecida Campos Dutra e a Referência técnica da SES, Rosilaine Silva.

Na Santa Casa de Misericórdia de Barbacena o Núcleo de Segurança do Paciente já está em pleno funcionamento. Uma das primeiras ações do Núcleo foi colocar em atividade os seis protocolos ‘Identificar corretamente o paciente’, ‘Melhorar a comunicação entre profissionais de saúde’, ‘Melhorar a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos’, ‘Realização de cirurgia segura em sítio cirúrgico, procedimentos e pacientes corretos’, ‘Avaliação do pacientes em relação ao risco de queda e úlcera por pressão, estabelecendo ações preventivas’.

Entre suas atividades promoveu a primeira ‘Oficina de Segurança do Paciente’ que envolveu funcionários de todos os setores da entidade. A criação do Núcleo vai ao encontro do Programa Nacional de Segurança do Paciente do Ministério da Saúde, regido pela Portaria GM/MS nº 529/2013.