Todas as notícias

No Dia da Prematuridade artesã doa mais 100 polvos de crochês para UTO Neonatal

Marcio Cleber

Publicado em 21 de NOVEMBRO de 2018 às 08h52



Desde o mês de abril do ano de 2017 que a UTI Neonatal da Santa Casa de Misericórdia de Barbacena vem recebendo a doação de polvos de crochês, que depois de esterilizados são colocados dentro das incubadoras, juntos aos bebês. E estes bichinhos que carinhosamente chamado de ‘amigo’ dos bebês, não pararam mais de chegar, em uma ação voluntária e solidária da artesã Maria Sônia Barbosa da Silva. Na última semana, ela esteve novamente na Santa Casa, participando das festividades do Dia da Prematuridade, e fez a doação de mais 100 polvos de crochê.  Sônia é a responsável pelo Projeto Octo Brasil em Barbacena que com outras voluntárias vem produzindo os polvos que são doados para a UTI.

Os bonecos são feitos com linhas em fios 100% algodão, com oito tentáculos de 22 centímetros de comprimento. Maiores que as próprias crianças, os polvos envolvem os bebês, evitando também choques nas paredes da incubadora. Ao posicionar o bebê juntamente com o polvo de crochê, na incubadora, ele se sente seguro, protegido e calmo, porque os tentáculos são semelhantes ao cordão umbilical e dão a sensação de segurança que eles tinham dentro do útero materno.

Apesar de não ter comprovação científica, muitos benefícios têm sido observados na prática clínica, como a estabilização da frequência cardíaca e respiratória, aumento dos níveis de oxigênio no sangue, diminuição da dor, do estresse, favorecendo ganho de peso, estimulação precoce, promovendo o desenvolvimento e qualidade de vida desses recém nascidos.

O Projeto Octo começou na Dinamarca em 2013, quando um grupo de voluntários passou a costurar polvos de crochê para doar para bebês prematuros em unidades de tratamento intensivo neonatais. Atualmente, o projeto faz doações para 16 hospitais em toda a Dinamarca e já recebeu pedidos para iniciar o projeto em mais de 15 países pelo mundo. No Brasil chegou no final do ano de 2016, por Brasília. Hoje a UTI neonatal da Santa Casa de Barbacena é a primeira entidade da região a utilizar dos polvos de crochê na UTI.

Doação

Sônia produz os polvos gratuitamente e quem desejar doar linhas pode estar entregando na própria Santa Casa. Tem que ser da marca Anne 100% algodão (um novelo da para produzir dois polvos) e Barroco 100% algodão (um novelo da para produzir apenas um polvo). Uma linha que encontra em qualquer loja de aviamentos.