Todas as notícias

Santa Casa promove oficina voltada para a segurança do paciente

Da Redação

Publicado em 15 de MARÇO de 2017 às 12h09


Marcilene Dornelas, diretora Assistencial da Santa Casa, destacou em seu discurso na abertura do evento a importância da criação do Núcleo de Segurança do Paciente

A Segurança do Paciente é um componente essencial da qualidade do cuidado, e tem adquirido, em todo o mundo, importância cada vez maior para os pacientes e suas famílias, para os gestores e profissionais de saúde no sentido de oferecer uma assistência segura. Com o objetivo de trabalhar ainda mais esta segurança, a Santa Casa de Misericórdia de Barbacena promoveu na última terça-feira, 14, sua “Primeira Oficina de Segurança do Paciente”. O evento reuniu funcionários de todos os setores da entidade já que a assistência à saúde é um trabalho todo desenvolvido em conjunto.

Os participantes foram envolvidos em um amplo debate através das palestras que abordaram assuntos voltados para a promoção da cultura de segurança do paciente em ambiente hospitalar; os protocolos de cirurgias e a identificação do paciente; as legislações aplicadas à prescrição médica; a importância da comunicação organizacional e seus desafios e estratégias de aperfeiçoamento; os fluxos de trabalho e notificações e os procedimentos operacional padrão.

Na abertura da Oficina, Marcilene Dornelas, diretora Assistencial da Santa Casa ressaltou o quanto é importante para toda a assistência trabalhar a segurança do paciente. “Não podemos pensar que os erros estão somente retratados na mídia, em outras instituições longe da nossa realidade. Temos que enfrentar com profissionalismo e garra os obstáculos assistenciais para minimizar e erradicar, evitando que nós também façamos parte dos escândalos quanto a erros fatais que podem ser evitados”, disse. Marcilene destacou ainda que o Núcleo de Segurança do Paciente - NSP é um sonho e estamos tendo a honra de concretizá-lo. Não é fácil e não será fácil; seguir fluxos e protocolos para ‘alguns’ profissionais é barreira de difícil aceitação, mas adoramos desafios.

Para Carolina Andrade, que ministrou uma das palestras, a promoção da segurança do paciente é algo que traz benefícios para todos: a profissional, o paciente, a instituição, a família, e também o Estado pois diminui o custos de hospitalização. “Fui funcionária da Santa Casa e fico extremamente feliz e orgulhosa por sabe que a entidade criou o Núcleo de Segurança do Paciente. Quero que a instituição prospere. Acho que é um marco para sua história e espero que os frutos sejam colhidos o mais rápido possível porque os benefícios são para todos.